Dança Lenta



Dança Lenta

Às vezes deixamos de prestar atenção no que está nos acontecendo, nas pessoas que estão cruzando nosso caminho, no que estamos falando, no que estamos sentindo. Na correria do dia a dia, perdemos o mais importante, que é viver, respirar, sentir e conhecer o agora, tanto que até o nome é PRESENTE.

Tudo acontece muito rápido e quando você se dá conta, cadê a VIDA? Ela se foi e quando isso acontece percebemos que perdemos o melhor da viagem, que é o caminho.

É tão fácil perder de vista o que é importante! Este poema foi escrito por uma menina em estado terminal de doença, num hospital de Nova York.

Dança Lenta... Alguma vez você já observou crianças num carrossel? Ou ouviu a chuva batendo no chão? Alguma vez já seguiu o vôo errático de uma borboleta?...ou fixou o olhar no sol no crepúsculo? É melhor você diminuir o passo. Não dance tão depressa... ...o tempo é curto, a música vai acabar... Você corre através de cada dia voando?

Quando você pergunta “Como vai?” Você escuta a resposta? Quando o dia finda, você fica deitado na cama, com os próximos afazeres rolando por sua cabeça? É melhor você diminuir o passo. Não dance tão depressa... ...o tempo é curto, a música vai acabar... Você disse alguma vez a uma criança: “Vamos deixar para fazer isto amanhã?”

E na sua pressa, não viu a tristeza dela? Perdeu contato, deixou uma boa amizade morrer porque você nunca tinha tempo para ligar e dizer “Oi” ? É melhor você diminuir o passo. Não dance tão depressa... ...o tempo é curto, a música vai acabar...

Quando você corre tão depressa para chegar a algum lugar, você perde metade da satisfação de chegar lá. Quando você se preocupa e se apressa em seu dia todo, é como se fosse um presente que não foi aberto... um presente jogado fora!

A vida não é uma corrida... ... Leve-a mais devagar... ... Ouça a música... ... Antes que a canção ACABE!

Tenha um bom dia!