Arrume tempo para ser feliz

 photo ms6.gif








Arrume tempo para ser feliz

É fundamental que você não só repare nas flores, mas tenha tempo para cheirar e apreciar suas cores... e principalmente, disponha de tempo para oferecê-las a alguém. Arrume tempo para ter paz.

É fundamental que você ouça uma boa música, mas é mais importante ainda, deixar que a música limpe a sua alma... Que ela penetre no seu ser e que você viva cada nota. Arrume tempo para uma viagem. Pode ser uma viagem curta, ou longa, tudo depende de sua disposição, tempo e dinheiro... Mas o mais importante é ter tempo para ler um livro e viajar com os personagens, onde a emoção puder te levar. Arrume tempo para organizar-se.

É fundamental ter tempo para organizar as suas coisas, mas é fundamental ter um tempo para organizar as suas idéias, seus desejos e reciclar os sonhos. Sonhos parados são como água estagnada, criam bichos e doenças. Arrume tempo para a família. É fundamental criar filhos, namorar (sempre... em qualquer idade), bater papo com os pais, com os irmãos, com os amigos mais próximos...

Mas é muito importante que você não guarde mágoas, por isso, a conversa ainda é a melhor resposta contra as dúvidas, dores e separações. Arrume tempo para DEUS. É fundamental contar com Deus. Seja qual for a sua crença, seja qual for a sua religião, sem Deus é impossível ser plenamente feliz. Arrume tempo para o amor. Ame-se!  Ame muito.

Não se importe com as dores e decepções do amor. Mais infeliz é aquele que ainda não viveu um grande amor.  E todo amor é grande quando você o torna importante.
www.rivalcir.com.br
   


 


 











Mande para
 um amigo

Receba mensagens em seu e-mail.  Um amigo em algum lugar...
    vai lembrar de você em um momento muito especial.
Faça o cadastro gratuito














Voar

Universo conocido photo 2pyxgmf.jpg

                                          Passamos uma vida presos, qual pássaros em gaiolas! Medo de amar, de olhar a vida de frente... E, naquele pequeno espaço, cantamos nossas dores e sonhos! Muitas vezes, as portas de nossas gaiolas se abrem... Mas permanecemos ali, acostumados, encolhidos às nossas vontades e sonhos! Não tenhamos dúvidas. Na primeira oportunidade, alcemos o vôo dos falcões: calmo, confiante, determinado! Amemos sem medo, brinquemos um pouco com a vida! Não tenhamos medo dos rochedos e, sobre eles,  estendamos nossas asas corajosas de falcão! Soltemos-nos ao vento e deixemos-nos levar ao sonho! Como o condor, tentemos enxergar as pequeninas coisas à nossa volta e saibamos apreciá-las, dando um sentido novo às nossas vidas! Não sejamos passarinhos de gaiola, mas falcões e condores do céu! A cada dia existe uma renovação constante, e nunca um dia será como o outro... Não há dores eternas, lágrimas eternas, perdas eternas! Há sorrisos, dias de sol, o abraço dos amigos e filhos e tantos sonhos lindos! Um amor nos espera, para conosco voar, voar... Porque a vida é um recomeçar diário de um vôo! E gaiolas não foram feitas para pássaros... e quem os prende...nunca soube o que é voar... ser livre, viver a  liberdade dentro de si. Bom dia!!!                      www.rivalcir.com                         

A misericordia Divina



  1. NATUREZA photo 471.gif    A  misericórdia divina é infinita. Assim, ela, como que se nos imppondo à força, beneficiar-nos-á a todos nós num determinado momento das eternidades, nas quais, aliás, já estamos, já que somos espíritos imortais. “Deus não é Deus de mortos, mas de vivos.” Certamente, me contestarão, alegando que Deus afrontaria o nosso livre-arbítrio, se desse a salvação para quem não a quer. Eu gostaria de que os teólogos me mostrassem um só indivíduo que, pelas eternidades afora, não quisesse a salvação! Há doentes espirituais que, temporariamente, são indiferentes a ela. Mas por eles, Jesus diz: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem!” A expressão teológica mérito “de condigno” significa que nós somos incapazes de merecermos condignamente a salvação. Mas, felizmente, os teólogos aceitam também o mérito “de congruo”, isto é, o valor de nossas boas obras, o que cheira um pouco a Pelágio, e contradiz Lutero. Já Huberto Rohden chamou de “antidromia” a nossa tendência para caminharmos em direção contrária à de Deus. Mas essa tendência, por ser finita, como tudo de nós o é, será também superada pela poderosa misericórdia de Deus. Destarte, podemos concluir que a nossa salvação depende de nós, do ponto de vista temporal. Mas jamais ela deixará de se concretizar, pois esse é o projeto divino. E para Deus não violentar o livre-arbítrio temporal de alguém, que ainda não cuida satisfatoriamente de sua salvação, Ele nos deu a imortalidade espiritual e o conseqüente fenômeno da reencarnação, com os quais Deus nos proporciona tantas oportunidades de salvação, quantas nos forem necessárias, neutralizando, assim, os inconvenientes de nosso livre-arbítrio. Aliás, a misericórdia divina, justamente por ser infinita, abrange a reencarnação. Trigueirinho afirmou que um grande erro nosso é ignorarmos que a misericórdia de Deus é maior do que os nossos pecados. E São Dom Orioni, canonizado agora em 16-5-2004, ensinou que a misericórdia de Deus é tão grande, que por maior que seja o pecador, se ele pedir perdão a Deus, ele se salvará. Mas eu afirmoh que, por ser a misericórdia divina infinita, todos os seres humanos se salvarão, um dia, pois que, se um só se perdesse, irremediavelmente, Deus teria falhado em seu projeto humano, o que jamais ocorrerá, pois, por essa mesma poderosa misericórdia divina - não importa quando -, todos se iluminarão e abandonarão o pecado, como nos mostra a Parábola do Filho Pródigo. Ademais, se Deus quer que todos se salvem, quem poderá contra Ele, o demônio? Seria ele mais poderoso do que Deus? Autor de “Quando Chega a Verdade” (Ed. Martin Claret). E-mail: escritorchaves@ig.com.br
  2. Afeto mensagens edificantes